Curso profissionalizante foto1

O Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório de São José do Cedro iniciou neste mês de fevereiro o curso extensionista “Educação Ambiental”, com carga horária de 90 horas, a ser oferecido aos socioeducandos da Unidade.  

O objetivo principal do curso é articular a atitude ambiental do socioeducando para se pensar e gerenciar a sustentabilidade, para a atuação como educador ambiental e cidadão consciente com o meio ambiente.

As novas tendências mundiais estão ancoradas em referenciais que destacam a sustentabilidade para uso dos recursos naturais, porém o que não se referencia são as atitudes que se deve ter para se viver a sustentabilidade. Sendo assim, é necessária a atitude ambiental para se pensar e gerenciar a sustentabilidade, para a atuação como educadores ambientais.

As aulas acontecem no refeitório, organizado e ministrado por instrutores. Durante as aulas, são disponibilizados computadores, fones de ouvido e cadernos de anotação individuais para os participantes, a fim de proporcionar um aprendizado efetivo e de qualidade, respeitando o tempo de cada um. O material didático é oriundo da plataforma virtual AVA – UNIVIRTUS (ambiente educacional online UNINTER), tal qual seu certificado reconhecido nacionalmente também será.

O Centro Universitário UNINTER é o primeiro contato dos jovens, após a recente conclusão do ensino médio, através do ENCCEJA (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) com uma Universidade. Este é um passo importante para o incentivo ao estudo de nível superior.

Curso profissionalizante fotoCurso profissionalizante foto2 

Semana da mulher

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) e a Academia de Administração Prisional e Socioeducativa (Acaps), realizam entre os dias 07 e 10 de março o 1º Nivelamento Tático para Mulheres.

Trata-se de uma ação de valorização das profissionais mulheres que atuam nos sistemas prisional e socioeducativo com a participação de representantes de instituições coirmãs como a Guarda Municipal de Florianópolis, Polícia Militar e Polícia Civil.

O curso também será totalmente ministrado por instrutoras mulheres que orientarão as atividades de nivelamento com arma longa, arma curta e escolta. Ao todo serão 32 horas/aula com certificado de participação, no final das atividades, emitido pela Acaps. Ao todo são 25 vagas, sendo 23 para policiais penais e duas para agentes de segurança socioeducativas. Caso o número de inscrições supere o número de vagas, a Acaps estabeleceu como critério de desempate na seguinte ordem: o tempo de serviço e, persistindo o empate, a servidora com maior idade. Cada instituição coirmã – Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Científica e Guarda Municipal de Florianópolis - também terá duas vagas à disposição.

O curso será realizado no Centro de Treinamento Tático Operacional 01, no Complexo Penitenciário do Estado (COPE), em São Pedro de Alcântara, das 8h às 17h de segunda à quinta-feira. Para a inscrição ser aceita, o e-mail deverá conter as seguintes informações: nome completo do servidor, número da matrícula e o mapa de tempo de serviço que pode ser obtido no SIGRH, acessando o link https://sigrhportal.sea.sc.gov.br/SIGRHNovoPortal/#/auth.

Foto Casep Curitibanos uva

Através da oficina de culinária, os socioeducandos do Casep de Curitibanos aprenderam diversas formas de aproveitamento da uva colhida no parreiral cultivado na própria Unidade.

Orientados pela instrutora Edna Goetten Vieira, os adolescentes participaram, primeiramente, na colheita das uvas utilizando uma técnica específica com alicates e uso de cestos. No processo eles também puderam saborear a fruta direto do pé.

Num segundo momento, seguiram para a cozinha da Unidade onde iniciaram com o preparo do suco integral. Este processo tem início com a higienização das uvas, que depois são batidas no liquidificador e o suco armazenado em garrafas de vidro.

Como a oficina ensinou o aproveitamento completo da uva, nada do processo foi perdido. Com a casca e sementes da uva, os socioeducandos aprenderam a fazer geleia que, depois de pronta, foi utilizada em uma deliciosa receita de rocambole.

Com o preparo de vários alimentos utilizando a uva de forma integral, os adolescentes aprenderam que é possível aproveitar 100% da fruta, evitando desperdício e aproveitando todos seus nutrientes.

A alimentação integral possui como princípio básico a diversidade de alimentos e a complementação de refeições, com o objetivo de diminuir os custos e proporcionar preparo rápido.

O objetivo da oficina é conscientizar os adolescentes, principalmente, para terem uma vida saudável com a preparação e fornecimento de refeições equilibradas em nutrientes.

Foto Casep Curitibanos uva 1

Foto Casep Curitibanos uva 2

Foto Casep Curitibanos uva 3

DEASE - Departamento de Administração Socioeducativa

Rua Fúlvio Aducci, 1214 – 2º Andar – Estreito
Florianópolis - SC - CEP 88.075-000 - Fone: (48) 3664-5800
Horário de Atendimento: 12h às 19h
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com